Blog Canto Maternar Liberdade ao Bebê que engatinha

5 dicas para dar mais liberdade a um bebê que engatinha

Bebês que engatinham são muito fofos, mas também deixam muitas mães de cabelo em pé. Não param quietos e querem tocar em tudo, sem nenhuma noção de perigo, tão entregues que estão em sua tarefa de descobrir o mundo.

É emocionante a etapa de quando o bebê começa a engatinhar, mas também começa aquele pesadelo de ter que intervir a todo momento porque volta e meia ele se aproxima de uma parte perigosa da casa ou alcança algum objeto que não deveria tocar. Muitos de nós nos sentimos esgotados nessa fase e até chegamos a acreditar que o bebê é impossível, não para quieto, que coisa chata…

Crianças criativas são necessariamente curiosas, melhor adaptar o ambientedo  que ficar impedindo que ela o explore

A primeira coisa que temos que ter em mente é que o mais natural para um bebê é ser curioso e querer explorar. Veja bem, ele acabou de chegar ao mundo e está aprendendo tudo muito rápido. É normal que esteja louco para explorar, conhecer e curtir cada momento. Portanto, um bebê que se movimenta para todos os lados não está se comportando mal, ele apenas é um bebê saudável e feliz👶.

Antes de proibir seu filho de se movimentar e tocar nas coisas, entenda que neste momento ele tem muita necessidade de explorar o ambiente. E não é porque ele é um bebê que o desejo dele é menos importante. Coloque-se no seu lugar e imagine quanto é extremamente frustrante para ele ficar o tempo todo sendo impedido de fazer as coisas, inclusive pode fazer ele se sentir inadequado por ser curioso. É dessa forma que sem querer vamos inibindo nos pequenos algumas habilidades naturais que depois vão fazer falta a eles. A criança deixa de agir com sua espontaneidade nata porque não quer decepcionar, angustiar, incomodar ou irritar o adulto. Basicamente, ela deixa de ser quem é para não perder o olhar (leia-se, o amor) da mãe, do pai ou do principal cuidador.

🙋🏻 Mas o que podemos fazer para deixar esta fase mais tranquila para todos, bebês e pais? Como permitir que o bebê tenha liberdade e autonomia e os pais não fiquem estressados? Aqui vão 5 dicas simples que podem mudar sua forma de se relacionar com esta etapa.

1⃣ Adapte o ambiente ao máximo. Retire todos os objetos pontiagudos ou que quebram do alcance do bebê. Proteja as tomadas, esconda cabos ou prenda-os na parede, proteja pontas de mesas baixas, feche armários com protetores. Deixe algumas gavetas e armários baixos sem tranca e com objetos inofensivos para suprir a vontade dele de fuçar. Se preciso, caminhe pela casa engatinhando para checar que perigos o bebê pode encontrar ao se movimentar com liberdade. Seja criativo. Um ambiente adaptado deixa o cuidador mais tranquilo e o bebê mais satisfeito, porque se sente solto e autônomo.

2⃣ Evite o uso do NÃO constante, isso desqualifica a criatividade e curiosidade do seu filho. Aprenda a formular frases positivas, que indiquem ao bebê o que ele pode fazer, em lugar de sempre usar frases no negativo. Se eu te digo para não pensar em um elefante rosa, vai ser inevitável você me desobedecer, não é mesmo? Para o cérebro é muito difícil assimilar a palavra NÃO, ele fica sem alternativa. Imagine então o cérebro de um bebê, ainda em desenvolvimento. Substitua: “não suba no sofá” por “fique no chão”, “não vá a tal lugar” por “pare” ou “fique aqui”. Treine estes tipos de frase porque isso vai te economizar muitos NÃOs desnecessários. E se você acha que isso é um detalhe bobo, não se esqueça que as crianças aprendem por imitação e uma das fases mais desafiantes é quando elas começam a dizer NÃO pra tudo. Adivinha de quem elas aprendem essa palavra tão fascinante?

3⃣ Desvie a atenção dele para algo seguro. Quando precisar impedi-lo de fazer algo, desvie sua atenção para outro local ou atividade segura, ofereça-lhe uma alternativa atraente em seguida. Isso diminuirá seu descontentamento e lhe permitirá seguir com seu momento exploratório.

Passeios ao ar livre e em contato com a natureza permitem que seu filho se sinta livre para explorar o mundo e ser bebê

4⃣ Leve-o para passear, quanto mais situações em que ele possa explorar o movimento, melhor. Passar o dia em ambientes fechados é muito limitador para nossos filhos, eles acabam se irritando e o desfecho não costuma ser bom pra ninguém. Se puder ter contato com a natureza todos os dias, melhor ainda.

5⃣ Evite telas e brinquedos eletrônicos, desses que fazem muito ruído ou que impedem que o bebê jogue com a imaginação. Quanto mais simples forem os objetos para brincar, mais ele estará estimulando sua criatividade e concentração. Um bebê pode se divertir muito com um pedaço de madeira, um novelo de lã, embalagens, coisas da casa.

Não espere um bebê quietinho, não entenda que um bebê parado é um bebê comportado. Talvez seja muito difícil para você aceitar essa fase exploratória. No entanto, nessa horas é preciso assumir que se alguém tem que mudar somos nós, não o bebê.

Tente entender o que mais te incomoda: você fica medo de que ele se machuque? Se irrita porque te dá muito trabalho e “não deveria”? Acha feio que ele se comporte assim na casa dos outros e se preocupa com o que vão pensar? Não gosta da casa bagunçada?

Agora olhe para trás e revise que tipo de criança você foi e como te criaram. Te deixavam explorar o ambiente com liberdade? Te metiam medo cada vez que você arriscava um movimento mais ousado? Te diziam que era feio mover-se tanto? Como você se sentia com essas limitações?

Pode ser que você nem se lembre, mas se foi uma criança comportada demais, provavelmente aprendeu a ser assim e reprimiu seu lado curioso e explorador. São muitas hipóteses, difícil saber o que aconteceu com você, ainda mais nesta etapa que não nos deixa muitas recordações claras.

Mas trago esta provocação para que você entenda que se te incomoda muito esse comportamento no seu filho, é porque toca em algum ponto seu que está reprimido. Não é seu bebê que está fazendo algo errado, ele está apenas sendo um bebê. Talvez esta seja uma oportunidade para você rever alguns conceitos e se tornar menos rígido com você mesmo e com ele.

🌸🌸🌸

Achou interessante? Quer receber mais conteúdo do blog? Assine a newsletter abaixo.

💜 Compartilhe 💜

🌸🌸🌸

Está querendo crescer no Instagram e aprender como atrair seguidores que podem se interessar pelos seus serviços e produtos digitais?

🙋 Inscreva-se no meu curso Como Bombar no Instagram aqui.

🙋 Adquira a versão em e-book do curso Como Bombar no Instagram aqui.

Cadastre-se para receber conteúdo gratuito e atualizado do Canto Maternar.

A inscrição é gratuita!